Após ataque, Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã diz que vai se “vingar dos EUA na hora e no lugar certo”

Após ataque, Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã diz que vai se “vingar dos EUA na hora e no lugar certo”

- Em Mundo

Em resposta ao ataque norte americano que teve como principal vítima o general iraniano, Qassem Soleimani, o Conselho de Segurança Nacional do Irã entrou em reunião emergencial. Após o fim da reunião nesta sexta-feira (3), o grupo decidiu que: “Nós vamos nos vingar dos Estados Unidos na hora certa e no lugar certo”.

Enquanto a reunião ocorria, autoridades internacionais como o secretário geral da ONU (Organizações Nacionais das Nações Unidas), António Guterres declarou que “o mundo não pode permitir outra guerra no Golfo” e o presidente da Rússia, Vladimir Putin afirmou que o ataque norte-americano pode “agravar seriamente” a situação no Oriente Médio.

Foto: Divulgação/Exército Iraniano

O Conselho de Segurança Nacional do Irã divulgou um comunicado da sua reunião: “O Conselho Superior de Segurança Nacional do Irã, em sessão extraordinária, examinando as diferentes dimensões do incidente, adota decisões apropriadas […] E declara que o regime dos Estados Unidos será responsável pelas consequências desta aventura criminosa. Os Estados Unidos cometeram o maio erro estratégico no Oriente Médio e não ficarão livres das consequências desse erro.”

O presidente americano, Donald Trump escreveu em seu Twitter que: “O Irã nunca ganhou uma guerra, mas nunca perdeu uma negociação”. Trump afirmou em seus tweets que o general iraniano “matou ou feriu gravemente milhares de americanos em um longo período de tempo, e estava planejando matar muitos mais…, mas foi pego! Ele foi diretamente ou indiretamente responsável pelas mortes de milhões de pessoas, inclusive um recente grande número de manifestantes assassinados no próprio Irã.”

O Irã decretou três dias de luto na última quinta-feira (02). Segundo o site Iran Intl, o porta-voz da Guarda Revolucionário declarou: “A felicidade momentânea dos americanos não vai durar muito […] Nossa determinação em vingar-se da América aumentou”. O líder supremo do Irã, o Aiatolá Ali Khamenei foi até a casa do general Qassem Soleimani prestar condolências.

O Aiatolá Khamenei nomeou o brigadeiro-general Ismail Qaani como chefe da força Quds, unidade especial dos Guardiões da Revolução Islâmica. Em seu site oficial, o Aiatolá Khamenei declarou: “Após o martírio do glorioso general Qassem Soleimani, nomeio o brigadeiro-general Esmail Qaani como comandante da Força Quds […] Qaani tem sido um dos comandantes mais ilustres do Corpo de Guardiões da Revolução na defesa sagrada (guerra do Irã e Iraque) e serviu na Força Quds na região por muitos anos ao lado do comandante do mártir”.

 

*BNews
Share Button