‘Comerciantes que desrespeitarem decreto em Simões Filho poderão ter alvarás cassados’, aponta prefeito

‘Comerciantes que desrespeitarem decreto em Simões Filho poderão ter alvarás cassados’, aponta prefeito

- Em Destaque

O prefeito de Simões Filho, Dinha Tolentino, no início da noite desta terça-feira, 24/03, por Live, transmitida pelas redes sociais, preocupado com a situação da pandemia destacou que “os comerciantes que não respeitarem o decreto municipal para manterem os estabelecimentos fechados poderão ter seus alvarás de funcionamento cassados”.

A determinação do poder público, destinada a impedir a propagação de doença contagiosa, foi bastante enfatizada pelo alcaide. “Nós precisamos fechar as atividades comerciais na cidade. Você que é comerciante, é a sua vida e das pessoas que estão em jogo. Você pode ser contaminado e contaminar toda sua família e as pessoas sem perceber”, alertou o mandatário municipal.

Ainda de acordo com ele, “caso algum comerciante opte pelo que chamou de irresponsabilidade”, (abertura do estabelecimento), a gestão municipal vai impedir. “Nós vamos adotar medidas radicais, vamos suspender seu alvará de funcionamento, vamos cassar seu alvará e vamos fechar sua loja. Essa é a medida que tomei caso permaneça essa atitude”, pontuou.

O decreto prevê o fechamento do comércio a partir desta segunda-feira (23), por 15 dias corridos. “A melhor arma é o isolamento social. Por favor não saia de casa”, alertou Tolentino.

O prefeito revelou ainda que até o momento já recebeu 334 denúncias relacionadas a estabelecimentos abertos, ou seja, que ‘desrespeitaram o decreto municipal’. Ele ainda pediu para a população ficar atenta, e disse ainda que brevemente um contato estará à disposição para a população denunciar.

Enquanto isso, o município já disponibilizou contato para Apoio Psicológico, através do número: 71 9 8546-5741.

Share Button