Simões Filho: Prefeitura intensifica ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti

Simões Filho: Prefeitura intensifica ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti

- Em Simões Filho

Com o objetivo de combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, a Prefeitura de Simões Filho, cidade da Região Metropolitana de Salvador (RMS), intensifica ações e, na oportunidade, dialoga com a população.

As atividades estão sendo realizadas através dos agentes de saúde e endemias, que são coordenados pela Gerência de Zoonoses, que visitam as localidades, mapeando e identificando possíveis focos dos mosquitos e alertando a população sobre a importância de adoção de medidas que contribuam para o bem coletivo.

“É preciso alertar a população para que tenham a consciência da promoção do bem coletivo. Afinal, a melhor maneira de prevenir a dengue é impedir que o mosquito se prolifere. Para se ter uma ideia, cerca de 80% dos focos do mosquito são encontrados dentro das casas, especialmente nos quintais”, destacou Poliana Venas, secretária de Saúde.

Entre as localidades já visitadas estão Cesar Borges, Parque Continental e Jardim Eldorado. Durante as visitas, os agentes realizam a inspeção, eliminação de focos e tratamento dos reservatórios de água, além da conscientização verbal e entrega de material informativo, contendo dicas e orientações.

São quatro tipos de vírus que podem ser transmitidos pelo mesmo mosquito e, se não houver cuidados, uma pessoa pode adoecer mais de uma vez e contrair a forma mais grave da doença. A fêmea do aedes aegypti deposita seus ovos em recipientes que contém água acumulada, entre 2 a 3 dias depois os ovos transformam-se em larvas. O ciclo completo até virar mosquito adulto dura de 30 a 45 dias de vida.