Fundador da Ricardo Eletro é preso em operação contra sonegação fiscal em MG

Fundador da Ricardo Eletro é preso em operação contra sonegação fiscal em MG

- Em Brasil

Uma força-tarefa do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG), Receita Estadual e Polícia Civil (PC) prenderam, na manhã desta quarta-feira, 8, em São Paulo, o fundador e ex-principal acionista da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes. A operação batizada de “Direito Com o Dono” tem como objetivo combater a sonegação fiscal e lavagem de dinheiro em Minas Gerais.

Outras duas pessoas foram presas na Região Metropolitana de Belo Horizonte: a filha de Ricardo, Laura Nunes, e o irmão dele, Rodrigo Nunes. De acordo com as investigações, aproximadamente R$ 400 milhões em impostos foram sonegados ao longo de cinco anos. Além dos três mandados de prisão, a ação cumpre, também, 14 mandados de busca e apreensão. Em Minas Gerais, os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Belo Horizonte, Contagem e Nova Lima. Em São Paulo, há alvos na capital e em Santo André.

Segundo o MP-MG, a rede de varejo cobrava dos consumidores, embutido no preço dos produtos, o valor correspondente aos impostos, mas não fazia o repasse. Além dos mandados de prisão, a Justiça determinou o sequestro de bens imóveis de Ricardo Nunes, avaliados em R$ 60 milhões, para ressarcir danos causados ao estado de Minas Gerais.