Prefeitura apresenta Plano de Vacinação contra a Covid-19 em Simões Filho

Prefeitura apresenta Plano de Vacinação contra a Covid-19 em Simões Filho

- Em Destaque

A Câmara de Simões Filho, nesta segunda-feira, 18/01, após Sessão Extraordinária, em que votou três projetos encaminhados pelo Executivo Municipal, recebeu a secretária Iridan Brasileiro Costa, que na oportunidade apresentou o Plano de Vacinação contra a Covid-19 desenvolvido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde (SMS).

O município está preparado para vacinar os grupos prioritários propostos pelo Ministério da Saúde, nesta primeira fase de imunização, que na totalidade contempla quatro fases de vacinação.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, o Plano visa a logística de distribuição, armazenamento e estratégias para a imunização. A primeira fase abrange: trabalhadores de saúde, idosos acima de 75 anos, pessoas acima de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência (asilos e instituições psiquiátricas), indígenas, aldeados, povos tradicionais e comunidades ribeirinhas.

Em Simões Filho, por enquanto, os quilombolas, um dos grupos prioritários não receberão a vacina nesta primeira fase, isso porque, ainda não serão enviadas doses para os povos tradicionais, entretanto, o município se encontra em contato com o Governo do Estado que receberão as vacinas do Ministério da Saúde e distribuirá para os municípios.

“Estamos apenas aguardando o posicionamento do Governo Estadual sobre a distribuição. Assim que recebermos, daremos início a vacinação em 24h”, informou Iridan Brasileiro. “Acompanharemos de perto todo o processo de distribuição e não vamos medir esforços em busca da imunização da nossa gente”, acrescentou a titular da Saúde.

 

A segunda fase contempla idosos de 60 a 74 anos; terceira fase pessoas com comorbidades crônicas, transplantados e obesidade; quarta fase, trabalhadores de educação, força de segurança e salvamento, funcionário do sistema prisional, população privada de liberdade, trabalhadores de transporte coletivo/rodoviário e pessoas em situação de rua.