Desemprego na Bahia cresce no primeiro semestre e bate 18,3%

Desemprego na Bahia cresce no primeiro semestre e bate 18,3%

- Em Destaque

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no 1º trimestre de 2019, a taxa de desocupação na Bahia ficou em 18,3%, acima da verificada tanto no 4º trimestre (17,4%) quanto no 1º trimestre de 2018 (17,9%). O estado se manteve, assim, com a segunda maior taxa de desocupação do país, menor apenas que a do Amapá (20,2%) e bem acima da média nacional (12,7%).

Foi ainda a segunda maior taxa de desocupação para o estado desde o início da série histórica da PNAD Contínua (em 2012), abaixo apenas da verificada no 1º trimestre de 2017 (18,6%). Salvador teve taxa de desocupação de 15,8% nos três primeiros meses de 2019, um pouco acima dos 15,3% verificados no 4º trimestre de 2018 e praticamente a mesma taxa do 1º trimestre do ano passado (15,7%).

Ficou, assim, com a 6ª maior taxa entre as 27 capitais do país, ranking que é liderado por Manaus/AM (19,4%), Rio Branco/AC (19,1%) e São Luís (17,9%). Já na RM Salvador, a taxa de desocupação do 1º trimestre ficou em 18,7%, maior que a do 4º trimestre de 2018 (17,3%), mas abaixo da verificada no 1º trimestre do ano passado (19,2%). Mesmo assim, foi a 3ª maior desocupação entre as regiões metropolitanas do país, perdendo apenas para as da RM Macapá/AP (20,4%) e da Grande São Luís/MA (19,7%).